sábado, 13 de Setembro de 2014

Carne estufada na cerveja, cebolas caramelizadas e Polenta cremosa

Há certas comidas que são simplesmente um conforto para nós... e sabe-nos tão bem, mas tão bem como se nos estivessem a abraçar.
É um sorriso a cada garfada :)

Hoje como é sábado, e para quebrar um pouco a rotina do dia a dia da correria, sem tempo para cozinhar com prazer, apresento-vos um delicioso e suculento estufado de carne de vaca com cerveja e cebolas caramelizadas, a acompanhar com uma deliciosa polenta italiana :)

A polenta para quem não conhece é um acompanhamento feito com sêmola de milho que nasceu em Itália na altura do Império Romano. Acabou por que integrar na culinária Italiana e se disseminar por todos os cantos do mundo.

Esta é uma boa comida caseira, que só pode ser mesmo feita em casa, com muito amor e carinho.
O melhor de tudo é que a casa fica com um cheirinho irresistível, mesmo para aquelas pessoas que passam a porta e com o aroma que sentem ficam com água na boca.

Esta carne estufada com cerveja numa panela normal, é uma refeição muito saborosa , caseira e reconfortante para os dias de frio que têm estado.
A carne pode ser variada, desde carne de vaca, a carne de porco, cordeiro, frango, pato etc...

Aqui está um cheirinho do meu prato :) Experimentem...




Receita para 4 pessoas

Grau de dificuldade - médio
Tempo de confecção - 4h

Ingredientes para o estufado:

1 kg de carne de vaca para estufar
1/2 pimento encarnado
33 cl de cerveja
1 copo de vinho branco
1 cenoura
4 cebolas grandes
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
5 dentes de alho
água q.b.
1 fio de azeite
salsa fresca q.b.
1 pitada de pimentão doce

Ingredientes para a Polenta:

1 xícara (chá) de sêmola de milho
4 xícaras (chá) de água
1 colher (sobremesa) de sal
4 colheres (chá) de queijo parmesão ralado (a gosto e é opcional)

Confecção:

1. Coloque o azeite numa panela a aquecer no fogão que seja suficientemente grande e que possa depois ir ao forno.
Quando a panela estiver bem quente, coloque a carne com cuidado e sele todas as partes da carne. Retire a carne já selada e reserve.
No mesmo tacho coloque as cebolas cortadas em gomos e deixe caramelizar, junte o alho e a folha de louro.
quando a cebola estiver caramelizada e bem macia, coloque a cerveja, o vinho branco E deixe ferver.
É neste momento que se tempera, coloca-se o sal, a pimenta e demais especiarias e ervas.
Volte a colocar a carne na panela de pressão cubra até cima com água quente tape e leve a panela ao forno em temperatura minima por 3 horas.




2. Passado as 3 horas, irá ver que a carne simplesmente se desfaz só com o garfo. Fica incrivelmente tenra.
Nesta fase tire a panela do forno, e coloque no fogão em fogo baixo. Agora coloque a cenoura cortada às rodelas e o pimento vermelho e deixe cozinhar.


3. Numa panela grande, aqueça a água em fogo médio. Quando ferver, acrescente o sal e abaixe um pouco o fogo.
Com uma colher de varas mexa a água, e vá colocando a sêmola de milho na água sem parar de mexer.
E fica-se sempre a mexer até apolenta se desprender das paredes e do fundo da panela.
Acrescentar o queijo parmesão e misturar bem até que ele derreta.


4. Depois de tudo pronto servir e desfrutar :)


Bom apetite!

 Acompanhe esta receita com:

Uma salada de couve branca cortada bem fininha, com cebola, tomate, e bem temperado. Eu pessoalmente gosto sempre das saladas com um toque avinagrado, o que resulta muito bem com este prato em especial.

Para o vinho aconselho um vinho encorpado como o :

Touriga Nacional Regional Península de Setúbal- Casa Ermelinda Freitas



Vinho de cor granada, concentrado. Aroma confitado a lembrar fruta preta muito madura e a compota, com toque floral ligeiro típico da casta. Na boca é muito cheio, aveludado com taninos macios muito bem integrados. Final longo e persistente.

domingo, 24 de Agosto de 2014

Deliciosa Tortilha de Chuchu

Pensando numa alimentação mais saudável decidimos fazer para este domingo de Verão para o almoço tortilha de chuchu.

"O chuchu (Sechium edule) é uma hortaliça-fruto, ou seja, um vegetal da categoria dos frutos; também é conhecido como machucho, caiota (Açores) ou pimpinela (ilha da Madeira)." (retirado de Wikipedia.org)

Foto retirada de www.tempodecozimento.com

Benefícios para a saúde:
Rico em água e muito pouco calórico o chuchu é uma boa fonte de fibras, que colaboram para o bom trânsito intestinal. É também uma boa fonte de potássio, que ajuda à regular a pressão arterial e equilibrar os fluidos do corpo. Ótima fonte de ácido fólico, conhecido também como vitamina B9. (tempodecozimento.com)

Este é um legume que se encontra facilmente nos supermercados nas grandes superfícies, e se o forem comprar este deve ter uma boa aparência, fresca e bem verdinho.

Então eu e o meu marido decidimos fazer uma tortilha de chuchu, da qual numa receita habitual de tortilha simplesmente substituímos o chuchu pela batata, tornando esta iguaria de "nuestros hermanos" muito mais saudável e igualmente saborosa.

Então é Hora de ir para a cozinha e experimentar esta receita deliciosa e saudável.



Tortilha de Chuchu (fácil e rápida)

Ingredientes:

4 ovos
1 chuchu médio descascado e cortado aos cubinhos
1 cebola cortada às rodelas
1 linguiça picante
Pimento verde q.b
Pimento vermelho q.b
Sal
Pimenta
Azeite
Um pouco de ervas frescas picadas (cebolinho, oregãos, salsa... etc)


Modo de Preparo:

Num tacho com água a ferver e um pouco de sal ponha a cozer o chuchu já partido aos cubinhos e deixe cozinhar. Este tem uma consistência parecida com a batata, vê-se que está cozido quando o garvo espeta facilmente.
Bata os ovos com o garfo e tempere com sal e pimenta.
Numa frigideira refogue com o azeite, a linguiça picante, a cebola o chuchu já cozido, os pimentos e tempere a gosto.
Quando estiver tudo bem refogadinho e bem temperado junte os ovos já batidos e diminua o lume.
Quando se aperceber que o lado de baixo está seco e douradinho, vire com cuidado e termine de cozinhar.

Depois é só servir com uma saladinha, um arroz branco.

Bom apetite :)

sábado, 23 de Agosto de 2014

Bolo de Aipim (da Selmi)

Hoje deixo-vos não uma receita mas um bolo daqueles instantâneos para mistura que é simplesmente uma delicia.


Eu e o meu marido fomos a um mercado brasileiro que abriu recentemente em Coimbra, e eu sempre movida pela curiosidade de buscar novos sabores e paladares escolhi esta mistura de Aipim para bolo.

O Aipim, também conhecido como Mandioca e Macaxeira, é uma planta com raízes comestíveis, muito apreciada no Brasil.

A Mandioca vê-se a venda aqui em Portugal nas grandes superfícies, mas como não é fresca, corremos o risco de comprar e pagar por uma algo que depois não vamos consumir.

Provei a Raiz de mandioca pela primeira vez, no Brasil num jantar que a minha querida sogra fez, e fiquei apaixonada por esta planta, pena que em Portugal é tão cara.
E a melhor coxinha de frango que comi lá era de mandioca... simplesmente incrível, de se comer e chorar por mais.

Relativamente ao bolo, esta é uma maravilhosa sugestão para quem deseja provar algo diferente.
Para mim o sabor foi surpreendentemente irresistível e delicioso, e a vontade de comer este bolinho nunca acaba :D


Nos supermercados este produto encontra-se junto dos preparados para bolos.

É uma sugestão deliciosa :) Provem e desfrutem ;)